• Dr Tomimura

Polêmica do Iodo (parte II)

Atualizado: 23 de Set de 2019


Dando continuidade a importância do iodo para tireoide, desta vez vou dar minha opinião sobre suplementar iodo além das necessidades naturais de nosso corpo. Lembrando que o nosso sal de cozinha já é iodado por normas nacionais e isso faz com que tenhamos uma dieta sempre iodo suficiente e nunca deficiente. (link para post parte I)

O excesso de iodo ingerido acaba sendo jogado fora através principalmente da urina. Mas a nossa glândula tireoide sempre retém bastante iodo para fabricação de nossos hormônios tireoideanos. Se essa quantidade retida for exagerada, existe um processo de paralisação na fabricação de hormônios na tireoide.

fonte: http://atarde.uol.com.br/saude/noticias/1519368-exame-da-tireoide-deve-ser-realizado-a-partir-dos-35-anos

Há décadas sabemos disso como um opção para tratar crise tireotóxica (uma situação grave de excesso de hormônio tireoideano).

Também sabemos há muito tempo que o excesso de iodo pode desencadear o fenômeno de Jod-Basedow. Este fenômeno é uma crise de hipertireoidismo (excesso de hormônio tireoideano) desencadeada pela ingestão de iodo excessiva em uma pessoa que possui tireoidite autoimune ou tireoidite de Hashimoto ou doença de Graves.

Além disso, o excesso de iodo pode levar a uma inflamação que destrói células da tireoide liberando hormônio tireoideano no sangue de maneira descontrolada.

Nesse contexto, existe uma medicação muito importante para controle de arritmias que se chama amiodarona que pode atrapalhar o funcionamento da tireoide e provocar hipotireoidismo (que é a deficiência de hormônio da tireoide), mas que também pode também desencadear o fenômeno de Jod-Basedow (hipertireoidismo).

Estranho? Confuso? Mas é tudo isso que pode acontecer. A amiodarona pode levar tanto ao hipotireoidismo como ao hipertireoidismo.

A cada 200 mg de amiodarona, que corresponde a um comprimido padrão, temos 75 mg de iodo. Esta quantidade é muito grande se lembrarmos que precisamos de 0,15 mg de iodo por dia.

Ou seja, o excesso de iodo pode provocar hipotireoidismo e também hipertireoidismo.

Finalizando, a suplementação de iodo não é necessária e pode ser perigosa dependendo da dose.

Fonte: Endocrinologia Básica e Clínica de Greenspan 9ª edição

#endocrinologia #iodo #tireóide

95 visualizações

The Square Open Mall,

 sala 11 Bloco F

(Granja Viana)
Cotia, SP 06709-900

grandoctor@grandoctorgv.com

© 2020 GranDoctor

Tel: (11) 2391-8818

          (11) 97182-9897